terça-feira, 14 de junho de 2011

um dia destes isto passa

Eu já não sei nada. Só sei que queria fechar os olhos e ter tempo para limpar a alma. Para olhar o mar e perder-me nas memórias até esgotar todas as lágrimas. E depois levantar-me e seguir em frente.
Mas falta-me esse tempo. O mundo insiste em empurrar-me para locais ora sorridentes, ora extremamente atarefados e eu tenho que corresponder às expectativas, enquanto sinto que nada me pertence. E Já nem me apetecem textos bonitos. Nem músicas bem dispostas. Nem correr atrás dos sonhos de sempre. Já nem tenho paciência para a vida e para as pessoas que me rodeiam. Já nem tenho paciência para mim.
Porque agora só queria ficar imóvel, mas a vida não pára e não me dá tempo.

o que vale é que um dia destes isto passa. um dia...

4 comentários:

  1. partilho desse teu estado em algumas alturas do dia, não sempre, não quando não estou sozinha, não quando uma história fútil de um filme ou de um livro de afasta da minha vida que (às vezes tristemente) é tão real, e não dá simplesmente para fugir dela. mas quando volto, quando me lembro de mim, e de todas as emoções que não se apagam, de tudo o que eu queria ser e não sou, cai-me tudo em cima.

    ResponderEliminar
  2. tenho um selo para ti no meu blog querida :)

    ResponderEliminar
  3. estou à espera de uma frase tua sobre os teus sonhos para o verão no meu blogue *. já é tradição. espero que esteja tudo bem contigo. beijinho!

    ResponderEliminar